MENSAGEM DE S.E. O PRESIDENTE DA REPÚBLICA FRANCISCO GUTERRES LÚ OLO SOBRE AS ELEIÇÕES ANTECIPADAS

by Mídia PR Posted on

 

Palácio Presidencial Nicolau Lobato, Díli, 20 de fevereiro de 2018

 

Povo amado de Timor-Leste,

Mauberes e Buiberes!

 Chegou o momento.

Hoje, 20 de fevereiro, iniciam os prazos que culminarão com a realização das eleições antecipadas, nos termos do Decreto n.º 07/2018.

O Presidente da República agradece humildemente ao Povo de Timor-Leste pela confiança depositada.

O Povo deu um exemplo ao mundo, mostrando a sua capacidade de saber esperar com maturidade, compreender e aceitar a decisão do Presidente da República de convocar eleições antecipadas nos termos da lei e da Constituição.

O Povo amado é o detentor desta terra amada de Timor-Leste!

Cabe apenas ao Povo tomar as rédeas nas suas próprias mãos.

A mais ninguém!

O Presidente da República agradece aos líderes máximos da Igreja Católica e ainda a todas as confissões religiosas que, além de confiarem no Presidente da República, ajudaram a clarificar a situação e contribuíram para um ambiente de quietação e compreensão entre o nosso Povo.

O meu agradecimento às organizações da sociedade civil, jovens, mulheres, veteranos e académicos. É importante agradecer ainda a todos os Partidos Políticos que abraçaram a decisão do Presidente da República de convocar eleições antecipadas.

Agradeço e saúdo todos vós!

A 12 de maio seremos chamados às urnas.

Antes das eleições, e durante um mês, os Partidos Políticos e coligações estarão concentrados na campanha eleitoral.

Esse mês servirá para se aproximarem do Povo, e explicarem e darem a conhecer os seus programas:

  • Que medidas serão tomadas para melhorar a qualidade da educação e da saúde?
  • Qual o caminho a seguir para melhorar a vida do Povo e as suas condições económicas?
  • Em que moldes pretendem governar o Povo?
  • De que forma veem a participação do Povo na governação de Timor-Leste?

Todos sabemos que a atenção e os esforços dos Partidos Políticos estão agora direcionados para a campanha. 

O Presidente da República acredita que estas eleições terão altas taxas de participação, transmitindo assim uma mensagem clara aos políticos!

O Povo irá participar bem como ouvir atentamente os programas de governação dos Partidos Políticos, nomeadamente de que forma irão contribuir para a melhoria da vida do povo e que caminho pretendem seguir rumo ao desenvolvimento de Timor-Leste.

O Presidente da República, como pai da Nação, lembra e pede a todos vós que respeiteis o Povo de Timor-Leste.

Os jovens, homens e mulheres, têm de curvar-se perante os mais velhos e os seus semelhantes.

A campanha não pode ser usada como um momento de divisão do Povo!

A campanha deverá reforçar a unidade entre o Povo através do programa que melhor serve as necessidades do Povo.

Não podemos permitir que o período de campanha seja usado como pretexto para uma troca de ofensas e discórdia fundamentadas em ideologias (autonomista x nacionalista), religião, raça, frente clandestina x frente armada x frente diplomática…

Somos uma só família, a nação de Timor-Leste!

Apenas aqueles que não amam o Povo de Timor-Leste é que aproveitarão a campanha para dividir o Povo, cultivar sentimentos de ódio ou promover a vingança.

A nossa cultura e democracia não nos ensinaram a insultarmo-nos uns aos outros! O nosso Povo não tolera este tipo de comportamentos nem a falta de respeito pelos pais, pelos governantes!

Chegou o momento de darmos as mãos!

O Presidente da República pede aos militantes e simpatizantes de todos os Partidos Políticos que se preparem e ajudem a divulgar o programa de cada partido. Expliquem ao Povo por que razão o programa deste ou daquele Partido é o melhor.

Todos nós temos de promover os interesses do Povo e deste País. Todos nós temos de trabalhar em equipa em prol da Paz e do desenvolvimento, da estabilidade e do progresso, mantendo aceso o amor, a verdade e a justiça na nossa terra sagrada de Timor-Leste!

Mauberes e Buiberes!

É isto que o Presidente da República humildemente vos pede. Apelo à participação renovada de todos nestas eleições antecipadas, com respeito pela nossa cultura!

Vamos todos participar e defender o nosso direito ao desenvolvimento e à democracia, cumprindo o sonho dos nossos antepassados, para que não sejamos servos de ninguém.

Chegou o momento.