CHEPTIL TRANSMITE AO PR PREOCUPAÇÕES COM A EDUCAÇÃO EM TIMOR-LESTE

by Mídia PR Posted on

Palácio Presidencial Nicolau Lobato, 5 de março de 2018 – O Coordenador Nacional da CHEPTIL, The Civil Society Education Partnership Timor-Leste, José de Jesus, e dirigentes de sete organizações que integram a CHEPTIL foram recebidos pelo Presidente da República Francisco Guterres Lú Olo, que ouviu as preocupações dos participantes sobre o setor da Educação, em resultado da monitorização da situação de escolas no nosso país.

As organizações representadas na audiência presidencial foram a Action for Change foundation (ACF), Many Hands one Nation (MAHON), o Institute Matadalan Integradu (IMI), a Haburas Dezenvolve Talento (HADEZTA), a Feto Hadomi Familia (FHF), a União de Professores de Timor-Leste e uma organização de apoio a deficientes visuais.

As preocupações transmitidas ao Presidente da República incluíram a má qualidade da infraestrutura básica das escolas, a falta de criatividade de professores no processo de ensino, a insuficiência do acesso ao ensino Pré-Escolar de muitas crianças dos três aos cinco anos de idade, especialmente os residentes em áreas rurais e as crianças deficientes, a nível nacional, que ainda registam taxas de analfabetismo de 25 por cento.

Estas organizações da sociedade civil cooperam com o setor da Educação há vários anos, para a melhoria da qualidade, dirigida à população de Timor-Leste.
As várias ações que as Organizações da Sociedade Civil têm realizado não são suficientes e, por isso, esta informação dirigida ao Presidente da República, no sentido de chamar a atenção para a qualidade da Educação.

A CHEPTIL recomenda que o Chefe de Estado se refira à Educação, nos seus discursos, para alertar todos os timorenses para a necessidade de dar prioridade da Educação. Foi também pedido ao Presidente da República para fazer chegar ao atual governo e ao próximo a necessidade de aumentar as verbas do Orçamento de Estado alocadas ao setor da Educação, para melhorar o sistema educativo para todos em Timor-Leste, especialmente, para a população vulnerável em áreas rurais.

A CHEPTIL recomendou ao Presidente da República que faça chegar também ao futuro Parlamentu Nasional a necessidade de legislar sobre a situalção e as condições da Educação em Timor Leste.

O Presidente da República aceitou estas recomendações e afirmou que estas opiniões são válidas e vêm ao encontro das preocupações do Presidente da República e de outros órgãos. Por isso, o Chefe de Estado comprometeu-se a fazer chegar ao Parlamento Nacional e ao próximo Governo a necessidade de empenhamento para o desenvolvimento da quaidade da Educação em Timor-Leste.

Mídia PR