PRESIDENTE DA REPÚBLICA LOUVA COOPERAÇÃO ENTRE VETERANOS AUSTRALIANOS E TIMORENSES

by Mídia PR Posted on

Palácio Presidencial Nicolau Lobato, 11 de setembro de 2018
O Presidente da República Francisco Guterres Lú Olo louvou a cooperação entre veteranos da Austrália e Timor-Leste como forma de fortalecer as relações entre os dois países.

Na sua mensagem dirigida aos veteranos da Austrália, o Presidente da República falou sobre os resultados positivos do programa Timor Awakening, beneficiando não só os veteranos australianos como também os timorenses, e salientou que este programa requer o apoio de todos, especialmente do Governo de Timor-Leste. O programa permitirá promover locais históricos para que “história de libertação seja contada fielmente pelos próprios sobreviventes “.

Um dos membros da delegação de veteranos da Austrália atualmente em visita a Timor-Leste é Alexander Ian Hampel, um veterano da II Guerra Mundial. O Presidente da República mostrou-se muito satisfeito com a visita de Hampel como o único sobrevivente vivo do naufrágio de um navio australiano após ter sido bombardeado pelas forças japonesas em Betano, em setembro de 1942.

“É sempre com profunda emoção que recebo os Veteranos da Austrália. A vossa presença revive em mim as recordações do meu pai e de todos quantos não hesitaram em apoiar a força Australiana no nosso país, durante a Segunda Guerra Mundial, para a re-instauração da paz no mundo”, disse o Presidente da República na sua mensagem.

“Deste apoio incondicional dos nossos compatriotas, aprendemos que a solidariedade humana não tem fronteiras e que a amizade dos povos se reforça em tempos difíceis. Embora a relação direta da força Australiana com os nossos compatriotas tivesse durado pouco tempo, a amizade que foi forjada durante a Segunda Guerra Mundial, ficou para sempre”, acrescentou.

O Chefe de Estado falou ainda do “apoio consistente e persistente” de muitos veteranos da II Guerra Mundial e respetivos familiares:
“Com pequenas ações mas persistentes, feitas ao longo de anos, em associação com a comunidade Timorense e com os amigos que fomos fazendo, conseguimos mobilizar a opinião pública Australiana em prol da nossa causa. A saída de milhares de pessoas às ruas em Setembro de 1999 e a vinda da INTERFET resultaram também desta solidariedade maravilhosa e amizade que construímos especialmente a partir da Segunda Guerra Mundial”, salientou.

Média PR