MINISTRO DA DEFESA REVELOU AO CHEFE DE ESTADO AS PRIORIDADES DO MINISTÉRIO PARA 2021

by Mídia PR Posted on

Palácio Presidencial Nicolau Lobato, Díli, 13 de outubro de 2020

O ministro da Defesa, Filomeno Paixão, foi hoje recebido pelo Presidente da República, Francisco Guterres Lú Olo, a quem informou das prioridades do Ministério da Defesa para 2021.

O principal foco será o estabelecimento da Autoridade Marítima e a adoção do Conceito Estratégico Militar do qual decorre a definição do “sistema de forças e do dispositivo de forças”.

Segundo Filomeno Paixão, a Autoridade Marítima vai estar sob a coordenação do chefe do Estado-Maior General das F-FDTL, o Major-General Lere Anan Timur, e será composta pelas linhas ministeriais relevantes na área marítima.

O estabelecimento da Autoridade Marítima vai permitir ao Estado economizar na “formação de capacidades”, na opinião do ministro.

Filomeno Paixão crê que, para que as F-FDTL possam garantir a segurança marítima, basta que estejam munidas de navios que lhes vai permitir percorrer todo o litoral até à costa sul, incluindo a Zona Económica Exclusiva.

Para apoiar o trabalho da Autoridade Marítima, está prevista a construção de uma sede para a Componente Naval em Hera no próximo ano, a qual será usada também como sede para a Autoridade Marítima.

Por ocasião do 18.º aniversário da Componente Naval das F-FDTL em janeiro deste ano, o Presidente da República lembrou que Timor-Leste não consegue garantir a segurança marítima sozinho e apelou à segurança coletiva ou a segurança regional conjunta bem como à criação de um modelo de Sistema Nacional de Autoridade Marítima.

Em termos de segurança marítima, Timor-Leste, o Japão e a Indonésia beneficiam de uma cooperação trilateral. Simultaneamente, o governo australiano ofereceu dois navios-patrulha que serão entregues em 2023 e já expressou a sua vontade de cooperar com Timor-Leste nesta área.

MÉDIA PR